SOCIEDADE GOIANA DE PROTEÇÃO AOS ANIMAIS
Sexta,
22 de Ago
 
TODOS OS ANIMAIS DESTE SITE FORAM ABANDONADOS
   

Resgatando Gatos da Rua

 

 

A população de gatos de rua tem crescido assustadoramente em todos os países do mundo. Só nos Estados Unidos são cerca de 10 a 12 milhões de animais sacrificados anualmente. Esse fato é ainda mais grave nos países mais pobres, onde a falta de leis e campanhas educativas por parte dos governos torna o problema ainda maior.

 

Aqui no Brasil, a luta para incentivar a castração e diminuir o abandono é levada adiante somente pelo esforço de organizações que sobrevivem sem nenhum auxílio do poder público, e pelo mérito individual de algumas pessoas que colocam o bem estar animal como prioridade em suas vidas.

 

Entretanto, você pode contribuir para resgatar estes animais ou mesmo minimizar a vida dura que levam. Mesmo que você não possa adotar um gato já, pode contribuir ajudando as entidades de defesa dos animais, ou fazendo campanha junto a seus amigos e vizinhos.

 

 

Cuidando dos Gatos de Rua

 

- Muitos dos voluntários que alimentam gatos de rua têm gatos em casa e, portanto, dispõe de serviço veterinário. Pergunte ao seu veterinário se ele aceitaria dar uma olhada nestes gatos ou se ele conhece alguém que faça esse tipo de acompanhamento. Alguns veterinários cuidam com prazer de gatos abandonados.

 

- Gatos não castrados nas ruas procriam com uma velocidade assustadora. Isto significa mais e mais filhotes sem um lar. Castre os gatos de rua dos quais você cuida o mais breve possível.

 

- O melhor horário para alimentar os gatos é logo de manhã cedo ou no princípio da noite. O movimento nas ruas é menor e os gatos ficam menos expostos.

 

- Evite dar ração seca para os gatos de rua, a não ser que você coloque muita água junto, pois este tipo de alimento provoca sede.

 

- Ao alimentar os gatos, tome cuidado para não fazer sujeira e usar sempre um pratinha ou tigela para colocar a comida, evitando que ela tenha contato com o chão. Não deixe sacos ou latas pelo chão. Jogue-as na lixeira, de preferência em sacos plásticos fechados.

- Não deixe restos de comida no local. Espere que os gatos tenham terminado e recolha tudo. Assim você evita que a comida atraia outros gatos, ajudando a prevenir a disseminação de doenças como a AIDS e a leucemia felinas. E, ao mesmo tempo, evita que sejam atraídos para o local outros animais, como ratos e baratas.

 

- Não se esqueça de que os gatos também precisam de muita água.

 

 

- Procure fazer amizade com as pessoas que moram ou trabalham por perto do local onde ficam os gatos. Converse com as crianças e incentive-as a acariciar os animais, se eles forem mansos.

 

- Divulgue os endereços de lugares onde se faz castração gratuita ou por um preço baixo. Você pode não acreditar, mas muita gente sem condições financeiras acha que está fazendo um bem aos gatinhos, abandonando-os na esperança de que alguém olhará por eles. Algumas pessoas não fazem isso por mal, mas por pura ignorância. Combata a ignorância. Esclareça sempre.

 

 

 

Resgatando Um Gato das Ruas

 

Gatos selvagens, que viveram nas ruas durante toda a sua vida podem ser bem difíceis de resgatar. O mesmo geralmente não acontece com os filhotes, que você pode capturar facilmente e levar para casa.

 

Um gato selvagem adulto também terá maior dificuldade de adaptação, mas vale a pena tentar. Veja como você deve agir para proceder o resgate:

 

- Inicialmente, comece por alimentar sistematicamente o gato, sempre na mesma hora, recolhendo sempre os restos de comida depois dele se alimentar.

 

- Algum tempo depois, o gato se acostumará com sua presença, e poderá já estar bastante confiante para se aproximar de você, e, quem sabe, até mesmo deixar que você o toque. Só toque o gato se você estiver absolutamente certo de que ele permitirá. Não se esqueça que ele tem as unhas afiadas e não hesitará em usá-las em você.

 

- Providencie alguns cuidados com sua segurança e saúde. Você é vacinado contra o tétano ? Talvez fosse bom se prevenir. Arranhões e mordidas de gatos de gatos não vacinados infeccionam rapidamente. Veja se tem bastante iodo, mertiolate e água oxigenada em casa. Em caso de ferimento, desinfete a ferida o mais cedo possível.

 

 

- Arranje uma armadilha ou uma gaiola para gatos. Cubra-a com um pano ou jornal e leve-a para o local alguns dias antes e deixe que o gato se acostume com ela. Se for coberta, coloque um colchãozinho ou almofada dentro e, se for possível, deixe-a no local.

 

- Na véspera do dia em que você resolver capturá-lo, venha vê-lo mas não traga comida. Use o alimento como isca. Parece maldade deixar o coitado do gato com fome, mas isso realmente funciona na maioria dos casos.

 

- No dia da captura, tenha muita paciência e cuidado. Não se apresse nem apresse o gato. Se você tentar fechá-lo na caixa antes da hora, ele provavelmente perderá a confiança em você e nunca se deixará apanhar novamente.

 

- Para aumentar as chances de sucesso. coloque dentro da caixa ou gaiola algo excepcionalmente gostoso, como atum ou outra comida bem cheirosa.

 

- Depois da captura, tome muito cuidado. Um gatos selvagem engaiolado pode ser muito agressivo. Não coloque a mão nua na gaiola. Não tente transferí-lo para outra caixa ou soltá-lo dentro de casa antes de acostumá-lo ao ambiente.

 

- Telefone imediatamente para o veterinário e combine um exame e uma cirurgia de castração para ontem. Não engane seu veterinário; diga-lhe exatamente o que terá que enfrentar. Enquanto o gato estiver anestesiado ( o veterinário certamente o anestesiará, por segurança ) ele pode ser castrado e vacinado. Mande fazer também um exame de sangue para certificar-se de que o gato não tem o vírus da AIDS e da leucemia felinas. Se o exame der positivo, você terá que manter o gato longe dos outros que você já tiver em casa.

 

- Uma vez em casa com seu novo amigo, já castrado e livre de doenças, é hora de restabelecer a amizade. Trate-o com amor e paciência, dê-lhe todo o carinho e atenção que ele merece. Seja cauteloso sempre, e respeite os limites que o gato lhe impuser. Com o tempo, você verá que ele se acostumará com você totalmente e será o amigo que você sempre desejou.

 

DÚVIDAS???

ESCREVA-NOS!!!!!

 

sgopagoiania@yahoo.com.br

 

 

 

Busca:
A D O T E A Q U I SEU ANIMALZINHO!!!
CONHEÇA AQUI OS ANIMAIS QUE AGUARDAM ANSIOSAMENTE POR UM LAR.

AMIGO NÃO SE COMPRA, SE ADOTA!!!
 

 
[ Home ]  |  [ ]  |  [ POSSE RESPONSÁVEL ]  |  [ CERTIFICADO ]  |  [ CASTRAR OU NÃO CASTRAR SEU ANIMALZINHO??? ]  |  [ SAIBA AQUI COMO AJUDAR A SGOPA. CONHEÇA AS VÁRIAS FORMAS DE CONTRIBUIR COM A CAUSA ANIMAL. FAÇA SUA PARTE!!! ]  |  [ ATIVIDADES DA SGOPA ]  |  [ CENTRO DE ZOONOSES DE GOIÂNIA - A REALIDADE ]  |  [ CONHEÇA A HISTÓRIA DA NATY! ]
 
Powered by Connection Network System ©
IP Geolocation